Connect with us

Cidades

Início das atividades da ETE é para 4 meses

Com estrutura moderna, a Estação de Tratamento de Esgoto de Louveira tem previsão de entrega em pouco mais de quatro meses, e está em fase de testes pela refeitura no Bairro Ipiranga. É composta por conjunto de instalações próprias para estações de tratamentos de esgotos por lodos ativados que incluem o poço de chegada do esgoto bruto, gradeamento para remoção dos materiais inorgânicos, tanques de decantação e aeração, recirculação do lodo, e desinfecção e descarga do efluente líquido.
A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), órgão de regulação ambiental ligado ao Governo Estadual, já emitiu a licença de operação da Estação de Tratamento de Esgoto. Além de investir no tratamento do esgoto – afirma o secretário Sinésio Scarabello – a secretaria possui planejamento extenso na área de abastecimento e tratamento de água, que inclui o término da nova Estação de Tratamento de Água, nove reservatórios de água tratada e a substituição de trechos antigos da rede de distribuição, a exemplo das intervenções na tubulação que abastece a região do Parque dos Estados e parte do Centro, onde foram colocados novos tubos de PEAD (Polietileno de alta densidade) em substituição à tubulação de amianto, que ocasionava diversos vazamentos.
A Estação ainda possui dutos que transportam os efluentes tratados para um trecho do Rio Capivari localizado depois do ponto de captação de água de Vinhedo. Com isso, além de Louveira colaborar com a saúde de sua população e com o meio ambiente, a cidade vizinha poderá captar água de melhor qualidade e sem os efluentes.
O funcionamento da Estação de Tratamento de Esgoto do Capivari também vai gerar um avanço na área de prevenção em Saúde. Segundo dados da Organização Municipal de Saúde (OMS), a cada real investido na área de saneamento básico, economizam-se de 4 a 5 reais em Saúde, pois diminui a incidência de doenças causadas por seres que se proliferam no esgoto a céu aberto.
Para que a ETE passe a trabalhar com todas suas funções, é preciso concluir as obras de recuperação de serviços e equipamentos, cuja última etapa, a impermeabilização de sete tanques de tratamento, foi iniciada na semana passada. A previsão é que o serviço termine dentro de três meses, e já em junho a Estação possa operar em todas as suas fases. A partir de setembro, atingido o equilíbrio de operação e do processo de tratamento, já será possível remover pelo menos 90% da carga poluidora de esgoto.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect