Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Jarinu

Jarinu ganha Centro Judiciário de Soluções de Conflitos

Convênio entre Prefeitura, Judiciário e instituições privadas possibilitou instalação na semana passada

A população de Jarinu agora possui local próprio para a resolução consensual de diversos tipos de conflitos. Foi inaugurado na semana passada, no prédio do antigo Fórum, o Centro Judiciário de Soluções de Conflito e Cidadania – Cejusc.

Idealizador do projeto em Jarinu e Atibaia, e coordenador do Cejusc, o juiz Rogério Aparecido Correia Dias, até o presente momento responsável pela Vara de Jarinu, ressaltou  em seu discurso a importância da solução dos conflitos.

O desembargador José Carlos Ferreira Alves falou sobre a importância do Cejusc. “Temos mais de 105 milhões de processos em todo país. 30 milhões são apenas em São Paulo. É número exorbitante que não vai acabar tão logo, mas com a conciliação não deixaremos que ele aumente”, disse ele.

O desembargador citou exemplo de Dracena: “Temos um exemplo da cidade de Dracena, no interior, que em 8 meses conciliou 350 casos de paternidade sem precisar ir para justiça. Quando falamos em números entra pai, mãe, filho, toda família, ou seja, mais de 1500 pessoas beneficiadas em tão pouco tempo. Um processo que demoraria mais de 1 ano, foi feito em menos de um mês”.

O Cejusc está aberto diariamente das 09 às 17 horas, sem intervalo para almoço. Lá o cidadão poderá procurar auxílio gratuito para solucionar o seu conflito, desde que não seja trabalhista ou criminal.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empresa Henkel de Jundiaí tem vagas de emprego

Jundiaí

Confira as vagas abertas em Jundiaí

Jundiaí

Coca-Cola tem vagas de emprego em Jundiaí

Jundiaí

Duratex abre vagas de emprego em Jundiaí

Jundiaí

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar