Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Cassio Gusson

Blockchain esta na mira da ANAC, Agência de Aviação Civil do Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) esta de olho nas possibilidades da tecnologia blockchain e autorizou um servidor publico, ocupante de um cargo comissionado, para participar do ICAO Blockchain Aviation Summit and Exhibition, evento que será realizado em Abu Dhabi, Emirados Árabes, de 3 a 4 de abril de 2019.

No Brasil, a ANAC é responsável por supervisionar a atividade de aviação civil no país, tanto no que toca seus aspectos econômicos quanto no que diz respeito à segurança técnica do setor

Organizado pela Autoridade Geral da Aviação Civil (GCAA), o evento promete unir Estados, indústrias, parceiros e líderes de pensamento para “introduzir e explorar as inovações na tecnologia Blockchain que suportam sistemas de aviação civil sólidos, seguros, protegidos e economicamente viáveis”, diz o site oficial da organização.

Além disso o evento pretende construir uma especie de ‘consenso’ sobre o uso de blockchain na aviação, e também “Promover uma estrutura de governança mundial para acelerar a adoção da tecnologia Blockchain na aviação e enfrentar desafios induzidos na construção de interfaces seguras, protegidas, resilientes e eficientes em todo o sistema multidisciplinar de aviação civil; e Apoiar novas iniciativas relacionadas com a Blockchain da ICAO para abordar os Objetivos Estratégicos da ICAO e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”.

O evento ainda não definiu os palestrantes, mas são esperados autoridades de Dubai, que atualmente segue com os desenvolvimentos de seu projeto chamado Smart Dubai que pretende tornar o Emirado líder na aplicação da tecnologia e também,

No ano passado, a Boeing, uma das maiores empresas do setor aéreo do mundo, anunciou uma parceria com a SparkCognition, empresa especializada em Inteligência Artificial, para desenvolver uma plataforma descentralizada utilizando blockchain capaz de “rastrear veículos aéreos não tripulados em vôo e alocar corredores e rotas de tráfego” para garantir transporte seguro.

A empresa pretende implantar várias aplicações comerciais, incluindo entrega de pacotes e viagens aéreas urbanas, algo muito parecido com o táxi aéreo anunciado pelo Uber. E, para monitorar toda esta nova frota autônoma, a empresa norte-americana planeja utilizar a cadeia de blocos para que seja possível, criar uma “interface de programação padronizada para suportar a entrega de pacotes, inspeção industrial e outras aplicações comerciais”, acrescentou a empresa.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

iFood começa a testar entrega de refeições com drones

Geral

Vigilância Sanitária multa Vencedor da Ponte São João

Jundiaí

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar