Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

Bolsonaro extingue 21 mil cargos, funções e gratificações e economiza R$ 195 milhões

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (14), que está cumprindo um compromisso de campanha e uma “missão” ao extinguir 21 mil cargos comissionados, funções e gratificações da esfera federal. O governo estima uma economia de quase R$ 195 milhões anuais com a medida.

O objetivo, segundo escreveu no Twitter, é enxugar a máquina pública e torna-la mais eficiente. O corte foi determinante em decreto publicado nesta quarta-feira (13) no Diário Oficial da União.

Do total, 6.587 são cargos que já estavam vagos e deixarão de existir imediatamente. Eles devem dar um alívio de R$ 139 milhões (71% da economia anunciada) aos cofres públicos porque, mesmo vagos, constam como despesa no orçamento. Os demais cargos serão extintos em fases, a partir de 30 de abril e de 31 de julho. O valor médio das gratificações é de aproximadamente R$ 570 ao mês e os valores variam de R$ 62 a R$ 11.200.

A ação faz parte das 35 medidas consideradas prioritárias por Bolsonaro para os seus 100 primeiros dias de governo.

“Todos tiveram que participar. Estamos fazendo um redesenho das gratificações que a administração pública concede aos servidores, focando nas áreas-fim. Os cargos que são essenciais para a execução do trabalho que beneficiai o cidadão foram metidos”, afirmou o secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia (ME), Paulo Uebel. Segundo ele, o corte não vai comprometer a prestação de serviços públicos. “Ao contrário, a expectativa é que o setor público se torne mais eficiente”, complementou Paulo Uebel.

Entre as mudanças decretadas estão o fim de 1.870 cargos de coordenadores de curso em universidades federais e a extinção de 14 gratificações para militares. De acordo com o Ministério da Economia, antes da publicação do decreto existiam 131 mil cargos, funções e gratificações no governo federal. Com a iniciativa, o número será reduzido para 110 mil. O total de servidores civis ativos é de aproximadamente 632 mil.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

iFood começa a testar entrega de refeições com drones

Geral

Vigilância Sanitária multa Vencedor da Ponte São João

Jundiaí

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar