Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Carlos Cunha

Cada macaco no seu galho

É comum as pessoas recorrerem a coaches para qualquer situação. Falar em Público é uma delas. Mas, será que um coach resolveria o seu problema?

Este artigo foi escrito quando, numa troca de dial, me deparei com a música cantada por Gilberto Gil. O mais curioso foi que a música apareceu assim, do nada, logo quando entrei no carro depois de conversar com um colega de profissão sobre aventureiros que se embrenham em buscar títulos da moda, mesmo que a experiência adquirida não esteja à altura do que se propõem a fazer.

Para não enrolar muito, falo daqueles gurus que prometem mudar sua vida com palavras e conselhos mágicos, que dão receita de bolo para este fenômeno simplezinho (ironia, tá?) chamado VIDA; falo daqueles que gritam palavras de ordem no seu ouvido, pedem para você abraçar desconhecidos em sessões que beiram a um fanatismo religioso momentâneo e que proferem frases prontas para que você ‘faça a diferença’, ‘seja o protagonista’ da cena, ‘pense fora da caixa’, ‘saia da zona de conforto’ e se turbine com um motor 10.75 de alta performance para  trabalhar em equipe e gerar resultados nunca dantes vistos pela humanidade que habita a face do Universo. Cópias destes se multiplicam em cada esquina e estão mais comuns do que pastel de carne nas feiras de final de semana.

Assim, com todo este frenesi, depois de um final de semana trancado num hotel para mudança de mindset, chega a segundona brava e o procurador de guru não sabe o que fazer com tanta poesia. Decepção maior vem quando, numa queima de estoque de bookstore, você percebe que todas aquelas frases bonitas estão em oferta!

As promessas vão de sucesso profissional com certeza de promoções, viagens de negócios bem-sucedidas até noites tórridas alavancando relacionamentos conjugais, fórmulas para educar filho, escolha de carro novo e como esquentar uma água na jarra de última geração anunciada num programa de TV.

Não bastasse tudo isso, a oferta de milagre chegou a uma habilidade social exigida em todo lugar: Oratória. E assim, os pretensos gurus prometem destravar o participante a poder de gritos e frases feitas que não vão a lugar nenhum.

Particularmente, conheço pessoas que recorreram a este serviço achando que o sucesso no ‘public speaking’ viria, mas, na verdade, o falso empowerment não surtiu o efeito desejado.

Claro que não! Muitos destes coaches (ops, falei) mal conseguem explicar o que fazem, quanto mais destravar pessoas sem traquejo em comunicação.

Resumindo: se você está procurando falar em público, procure alguém específico com atividade comprovada na área. O resto é modinha. E modinha não coloca você no centro do palco, com a vitória sobre a timidez e com os argumentos claros.

Cada macaco no seu galho. Pense nisso.

É isso.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

iFood começa a testar entrega de refeições com drones

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar