Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Vinhedo

Sem antenas, Vinhedo pode ficar sem sinal de celular

Uma resolução da Sanebavi proíbe instalação, manutenção e funcionamento de antenas nas torres de caixas d’ agua

A Sanebavi (Saneamento Básico Vinhedo), publicou resolução proibindo a instalação, manutenção e funcionamento junto as torres de caixas d’ agua e de outras propriedades da empresa de antenas de telefonia móvel (celular) e quaisquer serviços de telecomunicações.

A justificativa é um tanto canhestra. Afirma que a medida “está em consonância com as exigências de portarias “que visam garantir a qualidade da água reservada e distribuída ao consumo humano em Vinhedo”. Algo inusitado para a Ciência: estariam os sinais de celular contaminando a água de Vinhedo?

A resolução ainda prevê intimação para retirada de antenas, multa de dez salários mínimos, a ser paga em 30 dias após sua aplicação. E o mais interessante é o tom cubano-soviético da resolução: se a empresa dona da antena não retirar o equipamento, a Sanebavi pode expropriá-lo. Ou seja, tomar para si, sem qualquer tipo de pagamento.

Por fim, a Sanebavi revoga das as eventuais concessões que permitiam o uso das torres de caixas d’ agua. Na prática, todas agora estão irregulares. A resolução foi publicada no Boletim Municipal, edição 440, de 21 de fevereiro.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

iFood começa a testar entrega de refeições com drones

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar