Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

MEC planeja criar 108 escolas cívico-militares até 2023

O Ministério da Educação (MEC) anunciou na ultima quinta-feira (11) que pretende construir 108 novas escolas de educação básica cívico-militares no Brasil até 2023.

De acordo com a pasta, o objetivo é erguer 27 escolas por ano, uma em cada estado do país. Até o final da operação, a meta é atender 108 mil alunos.

As escolas cívico-militares são instituições não militarizadas, mas com uma equipe de militares da reserva no papel de tutores.
O modelo é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e, inclusive, foi defendido em seu plano de governo que em dois anos haveria “um colégio militar em todas as capitais de Estado”.

Segundo dados do MEC, já existem 203 escolas do tipo em 23 estados e no Distrito Federal.

O plano foi anunciado em encontro do ministro Abraham Weintraub com membros do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Durante a cerimônia, foi assinado uma carta com uma série de compromissos que tem como objetivo impulsionar a educação infantil, o ensino fundamental, o ensino médio e a educação para jovens e adultos até 2030.

Metas e resultados:

A meta do MEC é aumentar a média do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Segundo o MEC, enquanto a média do Ideb em colégios civis é 4,94, nos militares, menos numerosos, é de 6,99.

O Secretário de Educação Básica do MEC, Jânio Carlos Endo Macedo, afirma que a intenção do projeto é implantar as novas escolas em locais carentes, assim como foi o de ensino médio me tempo integral. Ele ressalta que se não forem implantadas nesses locais, “estará aumentando ainda mais a diferença de conhecimento dessa população”.

Ao todo, o governo pretende investir R$ 40 milhões por ano. Além das escolas cívico-militares, o MEC também prevê concluir obras de mais de quatro mil creches até 2022, por meio do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

Há também um planejamento para os professores de educação básica. No próximo ano, serão estabelecidas trilhas de formação para os docentes por meio de cursos de ensino a distância, com investimento em materiais de apoio e disponibilização de recursos.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect