Connect with us

Jundiaí

Vandalismo: era uma praça novinha, mas já foi destruída

Na sexta passada (12), foi entregue a revitalização da Praça Monsenhor Arthur Ricci, na avenida Nove de Julho. A alegria durou pouco

Dentro das comemorações da Revolução Constitucionalista de 1932, foi inaugurada na última sexta-feira (12) a Praça Monsenhor Arthur Ricci – Espaço Cívico MMDC/Heróis do Trem Blindado. A praça, que foi revitalizada, fica na avenida Nove de Julho, perto da Luiz Latorre.

No mesmo dia, um feirante (cujo nome não foi divulgado), dirigindo bêbado, invadiu a praça e destruiu parte do que havia sido inaugurado. Como ele já foi identificado, a prefeitura vai refazer o serviço e mandar a conta para o motorista.

A praça conta, inclusive, com a estátua do Soldado Constitucionalista, que já andou pela Praça São Paulo (em frente ao Parque da Uva), e no final da Nove de Julho. Em tempo: a estátua também já foi alvo de vândalos.

Os trens tiveram participação importante não só no transporte de tropas na Revolução de 1932, que colocou São Paulo contra o resto do Brasil, mas também como arma de guerra. Os trens blindados TB1 a TB6 eram equipados com holofotes, canhões e metralhadoras, e seguiam até as linhas inimigas, quando abriam fogo ao mesmo tempo em que acendiam as luzes; chegaram a ser conhecidos como Fantasmas da Morte pelo seu poder de destruição. Para resgatar esse fato histórico, quase desconhecido da população, é que as medalhas e a praça levam esse nome.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect