Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Indaiatuba

Indaiatuba é a única entre as maiores da RMC sem obra paralisada

O levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo referente ao 1º semestre de 2019 destaca Indaiatuba como a única cidade entre as maiores da RMC (Região Metropolitana de Campinas) que não possui obra paralisada. Em todo o Estado de São Paulo foram identificadas 1.591 obras paralisadas e atrasadas. Só em 2019 Indaiatuba concluiu mais de 30 obras e mantém outras 40 em andamento.

De acordo com os números do TCESP, a soma do valor inicial dos contratos do total das obras paralisadas e atrasadas, de competência tanto das cidades como do Estado, ultrapassa R$ 49 bilhões. Entre as paralisadas, 268 são de responsabilidade do governo do Estado, com contratos que somam R$ 46 bilhões. Os dados foram atualizados até o dia 30 de junho.

Entre as 20 cidadesque compõem a RMC, 16 delas apresentaram problemas com obras paralisadas ou atrasadas. Considerando as cidades com mais de 200 mil habitantes, Indaiatuba é a única da região de Campinas que não registrou nenhuma obra paralisada.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect