Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Aguinaldo Oliveira

Você já ouviu falar em Lean Mindset?

Lean manufacturing (ou manufatura enxuta, magra) é uma filosofia de redução de desperdícios inicialmente utilizada na produção de automóveis. Ao eliminar esses desperdícios, a qualidade melhora e o custo de produção diminui.

Essa filosofia foi desenvolvida pela Toyota, durante o período de reconstrução do Japão logo depois da Segunda Guerra Mundial, quando já era importante fazer mais com menos. Mas com o tempo, concluiu-se que ela pode ser utilizada em qualquer segmento, em qualquer empresa, de produtos ou de serviços.

Quando se fala em Mindset Lean, estamos falando em um conjunto de pensamentos e mentalidade que prioriza os conceitos de fazermos aquilo que realmente interessa ao cliente e não ficar “enfeitando o pavão”.

Internamente, quando se fala em clima organizacional, tem a ver com reuniões mais curtas e objetivas, com relatórios de simples entendimento e processos que não burocratizem tanto a empresa a ponto dela se tornar extremamente eficiente, mas não eficaz. Tem coisa que demora tanto para ser posta no mercado que, quando vai, já não é mais novidade ou já perdeu o timing.

Muitos profissionais tentam mostrar conhecimento extremo apresentando dados altamente complexos apenas por vaidade. A pergunta é: quem, de fato, entende esses dados? Ou eles estão sendo apresentados para quem irá fazer algo útil com isso?

Esse desvio de fazer maravilhosamente aquilo que não precisa e nem beneficia ninguém, ocorre porque muitas empresas entram numa corrida tecnológica e se espantam com suas máquinas, equipamentos e capacidade de produzirem, mas não se perguntam para que vão utilizar aquilo tudo.

É muito comum o sujeito se identificar tanto com a sua ideia, que decide seguir em frente sem questionar se ela resolve efetivamente o problema de alguém. Normalmente o pai da criança olha para trás, observa tudo que já fez e não admite perder. Mas tocar em frente uma ideia ruim ou desatualizada somente aumentará a dor que sentirá quando perceber que não fará sucesso com o produto. Um amigo meu sempre diz que “é melhor um fim com prejuízo do que um prejuízo sem fim”.

Acabam investindo em ideias fantásticas, que inflam seus egos, mas que não saem do papel, pois não se conectam com o restante da empresa. Para que tenhamos a visão do todo, precisamos de especialistas e generalistas numa mesma equipe, pessoas de diferentes departamentos, além de apostar na diversidade, com profissionais de várias origens, com visões práticas e acadêmicas, para que suas criações se conectem e gerem valor ao cliente, que é quem de fato talvez pague por isso.

Sabe aquela tecnologia apresentada pela empresa de logística que detecta exatamente aonde a sua mercadoria está, mas que não faz com que ela chegue até você na data combinada? Imagine agora você dizendo ao seu cliente: “Olha, o caminhão está na metade do caminho, mas não é possível dizer quanto mais ele ainda vai atrasar”. Então, que utilidade isso realmente tem?

A metodologia “lean” manda que se faça protótipos de cada melhoria, apresente ao cliente e continue a melhorar conforme a percepção do mesmo. Se não der certo, altera o projeto (o que alguns chamam de pivotar).

Portanto, quando for investir em algo novo para o seu negócio, pergunte:

  • Meu cliente irá receber um produto ou serviço melhor, de forma mais rápida ou mais barata? E mais: ele perceberá realmente estes benefícios?

Se a resposta for sim, avance com suas ações e faça os testes. Mas se ele (cliente) não perceber este valor e você concluir que somente está enfeitando o pavão, aborte… Ou insista e tenha consciência que em pouco tempo o simples irá chamar mais a atenção de quem paga do que a pirotecnia noticiada por você. E então a sua empresa ficará chorando por todo o investimento que fez, à toa.

Agradeço a participação, neste artigo, da amiga Juliana Ferreira.

Aguinaldo Oliveira
Treinador e Palestrante Corporativo.

Don't Miss:

Santo Empreendedor

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect