Connect with us

Jundiaí

Estado do Romão de Souza preocupa Ministério Público

Centro esportivo inaugurado em 1992 está sem conservação e com obras inacabadas. Prefeitura diz que está fazendo o possível

O Ministério Público de Jundiaí abriu inquérito civil para apurar denúncias de abandono do Centro Esportivo Romão de Souza, ao lado do Terminal Colônia. O centro foi inauguradoi em 1992. Segundo a prefeitura, a reforma começou em julho passado e deve estar pronta até março deste ano. O total a ser gasto deverá ser R$ 500 mil.

Segundo prefeitura, a piscina do centro foi aterrada por estar condenada por problemas de estrutura. Também já foram feitos consertos no telhado e readequação de espaços para colocação de academia ao ar livre. O estado do Romão, segundo a prefeitura, é consequência de anos e anos sem manutenção – o centro foi inaugurado em 1992.

Segundo o promotor Fabiano Pavan Severiano, responsável pelo inquérito civil, “em que pese a existência de obras em andamento, se faz necessária a existência de maior equipe de trabalho, com vistas a dar melhores condições de uso ao Complexo, uma vez que foram identificados diversos pontos pendentes de reforma ou melhorias”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect