Siga nos
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

Empresas estão apostando em tatuagens temporárias com mensagens feministas

Antes as mensagens de quem participava de um protesto eram feitas com batons ou lápis de olho, por exemplo, mas atualmente as tatuagens temporárias caíram no gosto popular, sendo usadas para expressar mensagens feministas como “não é não” ou “girl power”, por exemplo. Através disso, as empresas estão apostando nesse novo produto nos mercados.

A moda começou há alguns carnavais, mas as marcas continuaram a investir em modelos e perceberam que têm público para isso em casamentos, aniversários, despedidas de solteiro, eventos de marcas e as manifestações.

Grande parte das empresárias concordam que não é mais possível admitir os preconceitos contra as mulheres e a banalização sexual de forma calada. Nesse caso, as palavras escritas têm grande valor.

A professora mineira Cristiane Leite, de 32 anos, aderiu no último carnaval ao modismo. Como tem pavor de dor, não tem nenhuma tatuagem de verdade no corpo e usou “Lute como uma mulher” nos dias de folia. “Foi fácil que fiz e ainda consegui usar o meu corpo como um local de protesto”, disse.

A marca paulista Grude Tattoo lançou para o carnaval de 2017, apenas a tatuagem Girl Power. Para esse ano, a proprietária Heloisa Risi desenvolveu mais opções, como “não é não” e “O que disse machista?”.

Os adesivos – ou tatuagens temporárias – oferecidos pelas marcas, custam em torno de R$ 3 e podem ser removidos com água e sabão.

Clique para comentár

Nos escreva

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Conectar