Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

Ex-alunos de direito da USP pagam reforma de salas e bolsas para estudantes carentes

Ex-alunos a mais prestigiada instituição de ensino jurídico do país, a tradicional Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco (centro de São Paulo), estão à frente de iniciativas que incluem a restauração da fachada, a reforma de salas de aula e o pagamento de bolsas para estudantes carentes.

Os responsáveis pela ação vão desde recém-formados até pessoas com mais de 80 anos, de advogados em início de carreira ao presidente do Supremo Tribunal Federal. A mobilização começou em 2018, quando o professor Floriano de Azevedo Marques Neto assumiu a direção. Uma de suas propostas era trazer para perto os antigos estudantes.

Criada em 1827, a São Francisco, como é chamada, sofre com problemas de infraestrutura, agravados por anos de aperto orçamentário na USP.

Entre os ex-estudantes que atenderam ao chamado do diretor estão os advogados Pedro Guilherme de Souza e Kleber Luiz Zanchim.

Sócios e integrantes de uma entidade que atuou em projetos de urbanismo no centro, a Associação Trabalhar, eles propuseram levantar recursos para cuidar da fachada, instalar câmeras de segurança e melhorar a internet.

Aprovaram no fim de 2018 um projeto para financiamento pela Lei Rouanet e, em alguns meses, levantaram um fundo de R$ 75 mil de 70 ex-alunos da turma formada em 2004.

Os advogados dizem ver o trabalho pela faculdade como uma retribuição necessária. “É um sentimento moral”, diz Pedro. “Estudei sete anos lá, contando com o mestrado, e nunca paguei R$ 1 para ter a educação que me permite hoje sustentar a minha família.”

O presidente Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, também se manifestou sobre o assunto. “A faculdade é como uma segunda família”, diz. “O retorno é o mínimo que podemos fazer, ainda mais em momento em que o Estado passa por dificuldades financeiras.” Com mais de cem colegas da turma de 1990, ele apoia a reforma de uma sala de aula.

Vendo a atual situação da instituição, outro grupo com mais de cem ex-alunos, custeia com pequenas doações individuais bolsas de auxílio de R$ 600 mensais para alunos carentes. O valor ajuda em despesas de moradia, transporte e alimentação.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect