Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

Suspeito de envolvimento na morte de segurança da CPTM a pauladas se entrega à polícia

Um dos vendedores ambulantes suspeitos de envolvimento na morte de um segurança da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em Campo Limpo Paulista, se entregou à polícia nesta terça-feira (13).

De acordo com o delegado Adalberto Ceolin, policiais civis e guardas municipais tentaram cumprir mandados de prisão temporária e de busca e apreensão expedidos pela Justiça, mas não conseguiram localizar os suspeitos.

Assim que os trabalhos de busca foram encerrados, no entanto, Jonatas Ribeiro Dias se apresentou na delegacia acompanhado dos advogados. A prisão temporária dele já havia sido decretada.

No depoimento à polícia, Jonatas negou participação na agressão aos vigilantes. Além dele, um segundo suspeito também já foi identificado e está sendo procurado pela polícia. As identidades dos outros dois envolvidos ainda não foram confirmadas.

Agressão

A ação foi registrada na tarde da segunda-feira (5). De acordo com o boletim de ocorrência, dois homens tentaram entrar na estação sem pagar passagem, mas foram repreendidos por dois agentes da CPTM e tiveram que ir embora.

Em seguida, eles voltaram com outros dois amigos e os quatro agrediram os vigilantes. Uma câmera de segurança registrou os suspeitos na estação. A polícia também investiga se o grupo fazia venda irregular de bilhetes.

Luís Antônio Garatti, de 42 anos, teve ferimentos leves. Ele foi medicado no Hospital das Clínicas de Campo Limpo Paulista e teve alta.

Já Salatiel Gomes da Silva, de 51 anos, foi internado em estado grave no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí (SP), e teve morte cerebral na noite de sexta-feira (9) por conta do espancamento. O velório e o enterro foram realizados no Cemitério Dom Bosco, em Perus, na capital paulista, no sábado (10).

A esposa de Salatiel registrou um boletim de ocorrência dizendo que, além de espancado, o marido havia sido roubado. De acordo com o documento, tudo que ele tinha foi levado, inclusive o uniforme usado para trabalhar.

Em nota enviada anteriormente, a CPTM informou que lamenta profundamente a morte do vigilante após ter sido “covardemente agredido”. Ainda segundo a companhia, Salatiel era funcionário de uma empresa de segurança terceirizada que presta serviço para a CPTM.

“A companhia se solidariza com a dor da família neste momento tão difícil e colabora com as investigações para que os criminosos sejam localizados e responsabilizados o mais rápido possível por esse crime bárbaro”, completa a nota.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect