Connect with us

Jundiaí

Câmara de Jundiaí aprova projeto de lei que cria funções gratificadas

Em sessão desta terça-feira (12), os vereadores da Câmara Municipal de Jundiaí aprovaram o projeto de lei que cria funções gratificadas no quadro de servidores da casa, evitando a abertura de concurso público para chamamento e gerando uma economia de R$ 1,3 milhão.

O debate em torno do projeto de lei foi motivado pela necessidade de regularizar a condição de trabalho dos servidores concursados e que eventualmente possam acumular atividades de outros já aposentados.

O valor da gratificação aprovada na Câmara na será incorporado ao salário usado como base de cálculo do benefício e, por isso, a nova medida não vai gerar impacto financeiro para a aposentadoria dos servidores que agora serão gratificados.

O custo anual da abertura de um concurso público para suprir a demanda de atividades em Jundiaí seria de R$ 1.589.255,57. Já o custo anual das gratificações será de R$ 257.746,56, gerando uma economia estimada em R$ 1,3 milhão.

O último concurso público realizado pela Câmara Municipal de Jundiaí aconteceu em 2013. Desde então, os servidores que se aposentaram não foram substituídos e alguns cargos foram extintos.

Para gerenciar todas as atividades realizadas na Câmara, foi necessário que outros servidores que permaneceram nos setores desempenhassem tais funções.

Com a aprovação do projeto da reforma, a situação será regularizada e recompensada com a gratificação. Sendo assim, os servidores passarão a desempenhar funções extras, além de suas obrigações correspondentes ao cargo.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect