Connect with us

Geral

Empreendedora usa hobby da época da escola para criar seu próprio negócio

Juliana começou a customizar tênis quando ainda estava na escola, na Vila Brasilândia, em São Paulo. Ela usava tinta guaxe no trabalho. Anos depois, quando a mãe ficou desempregada, ela decidiu virar empreendedora e passou a cobrar pelo serviço, que até então era só um hobby.“Quem curtia mais umas coisas de marca e não tinha como comprar, se sentia melhor por conseguir ter uma coisa no bolso, no caso que eu conseguia proporcionar com o que a gente recebia – e as coisas foram fluindo”, explica Juliana

A customização sai por R$ 30 o par de tênis, e Juliana fatura entre R$ 600 e 900 por mês com esse trabalho.

“Eu não faço esboço, minha coisa não é papel. Eu lavo o tênis, higienizo e criei”, explica sobre o processo criativo de customização.

O rapper Bitrinho é um dos clientes de Juliana. Ele conta que já usou os tênis customizados por ela em alguns vídeos de suas músicas e que eles chamaram a atenção.

“Coloquei alguns tênis que ela customizou em videoclipe e a galera se interessava: nossa que tênis louco! Porque ele é totalmente personalizado né, não tem uma pessoa com tênis igual.”

Juliana aceita encomendas e vende os tênis pelas redes sociais. Ela também criou um brechó, em que personaliza roupas e vende online.

Além de customizar os tênis, a Juliana também coloca a mão na massa para divulgar seu produto. Empresta a câmera, chama a modelo, escolhe um cenário na periferia e faz as fotos. Afinal, é assim que nasce o estilo do gueto, que é o foco da empresa dela.

“Tendo o foco todo como marketing daqui de dentro, tudo que é visto é produzido aqui dentro. O foco em si é nunca tirar a ‘from gueto’ daqui, da periferia. Saber que a mesma arte que está na rua pode estar em Paris, pode estar na França, pode estar em qualquer outro lugar. A gente tem que atingir primeiro aqui dentro pra depois ir lá pra fora.”

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect