Connect with us
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-2913080483495928", enable_page_level_ads: true });

Geral

Grupo terá cemitério em Santos (SP) para guardar cinzas de pet

O grupo Memorial pretende construir, em Santos, o Pet Perpetum, um cinerário vertical para pets. No local, não haverá cremação dos animais, apenas espaço para guardar as urnas com as cinzas dos bichos. O grupo oferece cremação em outro empreendimento: o Pet Memorial, em São Bernardo do Campo, que também tem cinerário.

A previsão é inaugurar o cinerário vertical pet em 2021, mas já podem ser feitas reservas, segundo a empresa. Cada cinerário no Pet Perpetum custa R$ 5.900, valor que pode ser parcelado em até 30 vezes.

Com quatro andares e aproximadamente 2.000 metros quadrados, o Pet Perpetum terá capacidade para 3.500 urnas de cinzas, salas de velório, capela, oratório, jardim de inverno e atendimento psicológico gratuito aos tutores dos pets cremados no Pet Memorial. O investimento o projeto Pet Perpetum não foi divulgado.

Pedido dos clientes: ter bichos por perto

O Pet Perpetum deve ser construído em frente ao Memorial Necrópole Ecumênica, um cemitério vertical do mesmo grupo, no bairro do Marapé, em Santos. Clientes desse cemitério vertical terão 20% de desconto no novo empreendimento, segundo a empresa.

Segundo Pepe Altstut, diretor do Grupo Memorial, o novo projeto foi um pedido dos clientes do Memorial de Santos. “Nossos clientes da Baixada Santistas manifestaram o desejo de ter seus animais de estimação mortos por perto. Com isso, buscamos o terreno e começamos a planejar esse cinerário em Santos”, afirmou. Segundo ele, o crematório da unidade de São Bernardo do Campo atende os clientes da capital paulista, região metropolitana e Baixada Santista.

Cremação apenas no Pet Memorial

No Pet Memorial, em São Bernardo do campo, podem ser cremados todos os tipos de animais de estimação, desde cães, gatos e porquinhos da índia até tartarugas, cobras, porcos, iguanas, hamsters e peixes. O local já fez a cremação até de cavalos, elefante e leão.

Os planos custam a partir de R$ 1.400 (cremação individual em uma com imagem de réplica da raça). De acordo com a empresa, o serviço inclui a retirada do animal morto na clínica ou casa do tutor. Após a cremação, as cinzas do pet são entregues na casa da família.

Para consultor, preços altos podem restringir clientela

Para Adriano Campos, consultor de negócios do Sebrae-SP, o novo projeto do Grupo Memorial envolve serviço “de alta emoção”, ao focar num momento de fragilidade da família.

“Como as pessoas enxergam hoje os pets como membros da família, elas fazem, num momento de dor como a morte de um animal de estimação, uma compra emocional e pouco racional. Isso acaba gerando uma oportunidade para a empresa cobrar preços mais elevados pelo serviço”, afirmou.

Ele disse, no entanto, que preços altos também podem restringir a clientela da empresa. “Este não é um serviço popular”, afirmou.

Segundo Campos, a empresa não pode falhar nos procedimentos e posturas, para que os clientes não percam a confiança nos serviços.

“A empresa trabalha com serviços de extrema confiança. Falhas são inaceitáveis e tendem a ser tornar um marketing negativo, o que pode levar até a quebra do negócio. Por isso, o serviço tem de ser impecável, e os funcionários, bem treinados para saber lidar com clientes num momento de dor”, declarou.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect