Connect with us

Geral

Hong Kong foi a cidade mais visitada em 2019; Rio sai das 100 primeiras

Pelo quinto ano consecutivo, Hong Kong foi a cidade mais visitada do mundo em 2019, segundo levantamento da Euromonitor Internacional. Embora o número de visitantes tenha diminuído no último ano, a cidade ainda recebeu mais de 26 milhões de pessoas.

A metrópole chinesa teve de 26,7 pessoas chegando em 2019, 8,7% menos que em 2018. Em segundo lugar está Bancoc e em terceiro, mais uma cidade chinesa: Macau.

A cidade brasileira mais bem colocada no ranking foi o Rio de Janeiro, porém, ela caiu cinco posições e ficou de fora dos 100 primeiros destinos, recebendo 2,3 milhões de visitantes, 5,8% a mais que o ano passado. Em 2018, a cidade configurou o 98º lugar. O relatório analisa 400 cidades até novembro de cada ano – ou seja, novembro e dezembro de 2019 estão de fora desta contagem.

Confira as 20 cidades mais visitadas em 2019:

  • Hong Kong (China): 26.716.800 chegadas
  • Bangcoc (Tailândia): 25.847.800 chegadas
  • Macau (China): 20.637.100 chegadas
  • Singapura (Singapura): 19.760.800 chegadas
  • Londres (Reino Unido): 19.559.900 chegadas
  • Paris (França): 19.087.900 chegadas
  • Dubai (Emirados Árabes): 16.328.300 chegadas
  • Deli (Índia): 15.196.500 chegadas
  • Istambul (Turquia): 14.715.900 chegadas
  • Kuala Lumpur (Malásia): 14.072.400 chegadas
  • Nova York (Estados Unidos): 14.010.000 chegadas
  • Antália (Turquia): 13.332.100 chegadas
  • Mumbai (Índia): 12.442.400 chegadas
  • Shenzhen (China): 12.324.100 chegadas
  • Phuket (Tailândia): 10.965.200 chegadas
  • Tóquio (Japão): 10.443.100 chegadas
  • Roma (Itália): 10.317.000 chegadas
  • Agra (Índia): 10.127.400 chegadas
  • Taipé (Taiwan): 9.981.700 chegadas
  • Pattaya (Tailândia): 9.951.900 chegadas

O relatório atribui a permanência de Hong Kong como destino principal devido a “sua proximidade com a China [continental], vibrante cenário comercial e forte patrimônio cultural”. Mais de 50% dos visitantes da cidade são da própria China.

“Espera-se que a cidade mantenha sua posição de liderança em 2019, apesar dos protestos contra o governo durante o segundo semestre do ano, impactando negativamente as chegadas”, diz.

Metologia

A Euromonitor International considera as pessoas que chegam na cidade e permanecem por mais de 24 horas e menos de 12 meses, que se alocam em locais pagos ou não. Cada pessoa é contada individualmente, por tanto, é considerada mesmo se fizer mais de uma viagem por ano ou se visitarem mais de uma cidade em uma única viagem.

São excluídos da contagem os visitantes domésticos, os visitantes de um dia, pessoas em trânsito, passageiros de cruzeiros e quem tem um emprego remunerado em outro país. Estudantes em intercâmbio por mais de 12 meses também ficam de fora, pois são colocados na categoria de residentes temporários.

Também não são considerados militares, pessoas que trabalham com transporte e deslocados por motivos de guerra e desastres naturais.

São consideradas apenas os centros urbanos, excluindo praias e resorts.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Geral

Dona de casa evangélica invade igreja católica e quebra quadros e imagens de santos

Geral

Bombeiros quebram vidros de carro estacionado em frente a hidrante para passar mangueira

Geral

Danilo Gentili é condenado a seis meses de prisão em caso Maria do Rosário

Geral

© 2019 Cruz de Malta Editores Associados | Novo Dia Notícias: Auditado pela Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo - ADJORI/SP. Filiado à Associação Nacional de Jornais - ANJ
Atibaia, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Salto, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo

Connect